Autoconhecimento, Gratidão

Foi tão bom!

“Quantas vezes você parou pra agradecer sobre você ser VOCÊ?”

Ontem, antes de dormir, me peguei pensando nisso. Foi dia de Thanksgiving nos EUA e aqui no Brasil muitas pessoas simpatizam e curtem essa data.
Eu acho realmente incrível essa celebração, pois várias pessoas interrompem suas rotinas para elevarem seus pensamentos e refletirem sobre tudo que são gratas.
É uma prática muito gostosa porque nos permite olhar em volta e valorizar o que temos.
Nossa família, nossa saúde, o local que moramos e as coisas que conquistamos.

Mas especialmente ontem, eu me peguei agradecendo por eu ser EU e fui muito longe nessa percepção. Porque pude me olhar com tanto respeito e com tanto amor que cheguei a me emocionar ao ponto de suspirar fundo e me abraçar de olhos fechados.

Foi tão bom!

Fiz uma retrospectiva rápida da minha vida e fui me olhando desde pequenininha e agradecendo a mim por ter me trazido até aqui. Lembrei de quantas e quantas vezes estive assustada e busquei coragem. Mudei várias vezes de escola, foram diversas adaptações e novos colegas. Muitas despedidas, muitos recomeços e eu lá, acessando meus recursos para seguir com confiança. Sou grata a mim por isso.

Quem nunca viveu isso? Se você já viveu, quais recursos você usava pra fazer dar certo?

Adolescência. Que fase linda, gostosa e – claro – angustiante. Concorda?
Vivemos à flor da pele. Em um dia eu conseguia deixar nossas minhas emoções irem facilmente de 0 a 100. Lembro do meu primeiro beijo com se fosse ontem. Coração acelerado, quase saindo pela boca. Um mix de euforia e pânico. Eu queria beijar aquele menino lindo, mas minhas pernas tremiam só de imaginar o momento dos nossos lábios se tocando. E depois disso? O que fazer? AI.MEU.DEUS.
Ao invés de bancar a mega ultra confiante eu fui super sincera e disse que estava com vergonha. Ele sorriu e o beijo fluiu. Talvez se eu tivesse fingido ser experiente no assunto meu nervosismo me sabotaria. UFA!!! Ponto pra mim! Sou grata. E acho que também seria grata se tivesse feito tudo ao contrário porque isso me ajudaria a enxergar o que fazer na próxima vez. Percebe?

Outro motivo pra eu agradecer por eu ser eu foi quando todas as minhas amigas começaram a fumar e eu segui firme e convicta de que não fumaria. Cigarro fede, é caro e faz mal pra saúde. Esses eram meus argumentos. Pra finalizar, eu dizia:
– NÃO GOSTO E NÃO QUERO”. Simples assim.
Hoje vejo a luta dessas pessoas tentando largar o vício e  me orgulho de mim por nunca ter permitido a primeira tragada.

Aí veio a maternidade aos 19 anos e mais uma vez eu olho pra trás e agradeço a mim por não ter cedido a possibilidade que me foi dada de interromper a gravidez. Meu questionamento na época foi se o meu filho viveria bem sendo criado por uma mãe com pouca experiência de vida e se ele teria acesso a tudo que eu tive: educação, amor, atenção, cuidados, conforto, etc. Minha avaliação foi que SIM e eu procurei ser a melhor mãe do mundo com os recursos que eu tinha na época. Mais um motivo pra agradecer por eu ser eu.

Bom, não vou me estender nesse texto com todas as mil e uma histórias que vieram à tona sobre mim e que eu fui agradecendo conforme as lembranças foram chegando.
O intuito é justamente te estimular a fazer o mesmo. Te levar a olhar para as fases da sua vida com gratidão pela experiência – Independente dos erros e acertos.
Tudo, exatamente TUDO que vivemos são de extrema importância e relevância. Sempre temos o benefício da escolha, da decisão de mudar, de sermos melhores e de nos lapidarmos. Só que pra isso acontecer precisamos honrar a nossa história, sermos gratos e assumirmos o papel de protagonistas.

Com isso, eu repito a pergunta feita no início dessa conversa:

Quantas vezes você parou pra agradecer sobre você ser VOCÊ?

Com carinho,

Dai

Eu não sou o que me aconteceu, eu sou o que escolho me tornar.
(Carl Gustav Jung)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s